ROCK FM News: Ouça YEAR OF THE GUN música nova do LAST IN LINE

Escute agora YEAR OF THE GUN da banda THE LAST IN LINE presente em seu segundo álbum de estúdio chamado II, que tem previsão de lançamento para 22 de fevereiro de 2019 pela FRONTIERS MUSIC. A música  YEAR OF THE GUN da banda THE LAST IN LINE já faz parte da programação da ROCK FM BRASIL.

A banda LAST IN LINE foi formada em 2011, quando VINNY APPICE, JIMMY BAIN E VIVIAN CAMPBELL – que estiveram ao lado de RONNIE JAMES DIO nos álbuns HOLY DIVER, LAST IN LINE e SACRED HEART juntaram-se com o estimado vocalista ANDREW FREEMAN.

O lançamento do álbum de estreia HEAVY CROWN em fevereiro de 2016, ficou em 1º lugar no BILLBOARD HEATSEEKERS CHART. Entretanto, o lançamento foi precedido por tragédia quando o baixista JIMMY BAIN inesperadamente faleceu aos 68 anos em 23 de janeiro de 2016.

A banda LAST IN LINE, honrando o que eles sabiam que seria o desejo de BAIN de manter o projeto na ativa, trouxe o renomado baixista PHIL SOUSSAN (ex-OZZY OSBOURNE) e

No final de 2017, a banda se reuniu em L.A. para iniciar a gravação do segundo álbum, que foi produzido pelos membros da banda e JEFF PILSON (FOREIGNER, THE END: MACHINE, EX-DOKKEN), que também produziu o álbum de estréia.

Tendo realmente se tornado uma banda durante a sua turnê de estréia, a composição veio prontamente para os membros. Eles criaram um álbum que mostra uma grande progressão no som, sendo imediatamente reconhecidos como LAST IN LINE graças aos ritmos de VINNY APPICE, o baixo de SOUSSAN, aos vocais incríveis de ANDREW FREEMAN e às guitarras de VIVIAN CAMPBELL.

Playlist:

1. Intro

2. Black Out The Sun

3. Landslide

4. Gods And Tyrants

5. Year Of The Gun

6. Give Up The Ghost

7. The Unknown

8. Sword From The Stone

9. Electrified

10. Love And War

11. False Flag

12. The Light

 

Lineup:

Andrew Freeman – Vocais

Vinny Appice – Bateria

Phil Soussan – baixo

Vivian Campbell – Guitarras

Sobre Nós

  • Nossa história.

    No pico da crise político-econômica brasileira uma grande onda de demissões atinge o dial do Rio de Janeiro. E quando a mais representativa Rádio Rock do FM carioca não passou imune por esta onda com a dispensa de diversos locutores e colaboradores, indicando um fechamento em um futuro próximo, verificamos que na 2ª maior Região metropolitana não teria nenhuma representação do Rock no dial.
  • Redes Sociais

    O que role a página da Rock FM